jump to navigation

A burocracia como você nunca viu. 29 de outubro de 2009

Posted by luizffonseca in Uncategorized.
Tags: ,
3 comments

Se, para você, a palavra burocracia lembra muita espera, irritação, incompetência e poucos resultados, preciso te apresentar alguém.

Este foi Max Weber:

weber

Coitado!

Originalmente proposta por Weber, a burocracia sempre exerceu um papel importante junto às organizações: o de organizar e manter a funcionalidade das mesmas.

Propondo a obediência das leis, a profissionalização, a comunicação escrita, a impessoalidade dos funcionários e a padronização dos processos, a burocracia vem tornar mais previsível o ambiente social das organizações, buscando, assim, a organização da sociedade como um todo.

Todas as organizações atuais são burocráticas, os processos são padronizados para favorecer a organização. E não poderia ser diferente, a burocracia impede que a sociedade se torne injusta.

No entanto, a burocracia deve ser dosada, pois é incompatível com a inovação e criatividade, fatores essenciais para o crescimento de qualquer organização atual, e pode ainda atrapalhar o trabalho de alguns profissionais que precisam de mais liberdade de ação em seus campos de atuação.

As disfunções, que nos fazem querer distância da burocracia, estão por toda parte, o excesso de procedimentos e de documentos desnecessários nos processos burocráticos atrapalha, ou até interrompe a funcionalidade da sociedade. Elas ocorrem quando os gestores se esquecem de “dar manutenção” na burocracia, que precisa de contínuas análises para melhorar os processos.

As proposições de Weber são coerentes, mas, lembre-se, também tem que ter um limite!

Anúncios

Posi o que? 20 de outubro de 2009

Posted by luizffonseca in Uncategorized.
Tags:
2 comments

Positivismo, a primeira forma de pensamento sociológico. Não, não tem a ver com pensamento positivo.

Nos meus estudos na Unimontes, onde curso Administração, fiquei sabendo que um pirado que eu já tinha estudado no semestre passado, Émile Durkheim, tinha umas teorias bem interessantes sobre a sociedade ( leia-se: positivismo), mas eu não gosto delas.

Durkheim generaliza os fatos socais, dando ênfase ao funcionamento da sociedade. Ou seja, um fato social é sempre normal se não interfere no funcionamento da sociedade, exemplo: um assalto a mão armada seria, segundo o positivismo, um fato social normal, uma vez que a sociedade continua a funcionar normalmente. Lembre-se, o que está em jogo aqui é a definição do que é normal, e não as discussões sobre o assalto ou qualquer outro crime.

Um grande pecado, na minha humilde opinião, é que o positivismo se esquece de qualquer indivíduo. As particularidades de cada um são deixadas de lado, já que não interferem na sociedade como um todo. Em resumo, não são levadas em conta as reações das pessoas envolvidas no assalto, simplesmente não interessa quem foi assaltado ou como foi o assalto ou quem era o assaltante ou onde ocorreu o assalto.

Comentem suas opiniões a respeito galera!